Brinquedos de Miriti


Os Brinquedos de Miriti, uma fibra leve da palmeira também conhecida como Buriti e chamada de isopor da Amazônia, são fabricados há 200 anos no Pará. 

Nascidos da espetacular capacidade de adaptação do caboclo brasileiro à natureza que o circunda, os Brinquedos de Miriti são a expressão da sensibilidade e da representação ingênua do universo ribeirinho da região de Abaetetuba, cidade vizinha de Belém, distante hora e meia de carro e balsa, ou duas horas de barco, o transporte mais usado, talvez até pela calma e placidez que a floresta e os igarapés sugerem.

A confecção dos brinquedos começa com a coleta dos talos (braços) da palmeira, no meio do mato e de preferência jovem. Da planta se colhe apenas os braços, onde estão as folhagens.  Com isso, não é uma atividade predatória, e sim sustentável,  uma vez que a árvore é mantida viva e crescendo. Os artistas com ferramentas rústicas (normalmente facas e facões) esculpem e montam peças segundo suas referências pessoais. Alguns especializaram-se em barcos, outros em bonecos dançarinos, cobras, jacarés, madeireiros, pássaros, insetos perfeitos, vaquinhas, aviões, rádios de pilha, televisões. A escolha deste ou daquele motivo é parte da crônica individual de cada autor ou família de autores.

Depois de prontas, com as partes coladas e secas, é aplicado o desenho base da pintura final feita por membros das famílias (homens, mulheres e crianças) que repetem em cada peça o padrão estabelecido. Os brinquedos são estocados e, à véspera do Círio de Nazaré, são levados para Belém, onde são expostos nas praças ou comercializados em girândolas.

Os Brinquedos de Miriti são exclusivos e inéditos. Eram somente encontrados em Belém, no período do Círio de Nazaré. Hoje com o apoio do SEBRAE e do Governo do estado do Pará, que implantou o Programa de Capacitação,  foi fundada a Associação dos Artesãos de Miriti de Abaetetuba, ASAMAB, que conta com mais de 100 integrantes. A possibilidade de renda e trabalho,  despertou o interesse de gerações mais novas que se uniram e fundaram a Miritongdesenvolvendo novos produtos e novas atividades. 

 

Fonte: Sou Paraense




Galeria de fotos